Auxílio Acidente

AUXÍLIO ACIDENTE: QUANDO SE TEM DIREITO A ESTE BENEFÍCIO?


Hoje iremos falar sobre um benefício previdenciário pouco conhecido, que em muitos momentos é negligenciado pelo próprio INSS e que pode ser devido a uma grande parte da população.

Então, continue a leitura pois você pode conhecer alguém que tem direito ao AUXÍLIO ACIDENTE e ainda não sabe.


O que é o Auxílio Acidente?

Auxílio acidente é um benefício indenizatório pago aos segurados que ficaram com alguma sequela permanente em razão de acidente cotidiano, acidente de trabalho ou doença ocupacional.

Por ser um benefício indenizatório o segurado pode continuar trabalhando e recebendo-o, já que o mesmo não substitui a remuneração, apenas a complementa.


Quem tem direito ao Auxílio Acidente?

São contemplados com esse direito os empregados com carteira assinada seja ele urbano, rural ou doméstico, o trabalhador avulso e o segurado especial.

Não há necessidade de cumprimento de carência, mas há a necessidade de ter qualidade de segurado na data do evento danoso e ter ficado com uma sequela permanente, que tenha reduzido a capacidade laborativa.


Valor do Auxílio Acidente

O valor do auxílio acidente é correspondente a 50% do salário de benefício, podendo ser menor que o salário mínimo, já que é um valor indenizatório.


Início do Pagamento do Auxílio Acidente

O auxílio acidente deve ser pago a partir do dia seguinte ao fim do auxílio-doença, ou seja, o auxílio doença deve ser convertido em auxílio acidente.

Quando não precedido de auxílio doença, será devido a partir da data de entrada do requerimento administrativo.


Cessação, Perícia e Auxílio Acidente

O beneficiário do auxílio acidente não necessita passar por perícia periódica, já que configurada a sequela permanente o benefício é vitalício, só cessará com o óbito ou aposentadoria do segurado.


Aposentadoria e Auxílio Acidente

O auxílio acidente deve fazer parte da aposentadoria, quando o cálculo da mesma for feito, deve ser incorporado o auxílio acidente aos salários de contribuição, havendo um aumento do valor a ser recebido como aposentadoria.

Quem deve procurar auxílio de um advogado?

Quem teve alta do auxílio doença após um acidente ou doença laborativa e permaneceu com sequelas e redução laborativa, mas não obteve a concessão do auxílio acidente.- Quem não teve essa incorporação do valor do auxílio acidente na aposentadoria deve procurar um advogado pois tem direito a uma revisão dos valores recebidos.

Ficou com alguma dúvida sobre este assunto? Entre em contato conosco!

FAÇA O DOWNLOAD DE NOSSO E-BOOK GRATUITO

É com muito prazer que anunciamos o lançamento do

e-book gratuito - reforma da previdência: um guia prático das principais mudanças.

Um material idealizado para explicar de forma rápida e intuitiva todas as alterações e novas regras previdenciárias.

MANTENHA-SE ATUALIZADO

Cadastre o seu e-mail abaixo e receba um aviso sempre que postarmos algo novo.

(21) 2082-7842

Rua Lopes Trovão, nº 448, sala 903 - Niterói, RJ

Rua do Carmo, nº 07, 17º Andar - Centro, RJ

contato@dpmoura.com.br

Desenvolvido por Vivian Oliveira Design Studio - 2020 © Todos os direitos reservados.