OS DIREITOS DO CUIDADOR DE IDOSOS


O cuidador de idosos é a pessoa que trabalha no âmbito do lar enquadra-se na categoria de trabalhador doméstico, caracterizado por ser pessoa física que presta serviço de natureza contínua e de finalidade não lucrativa a pessoa ou família, no âmbito residencial desta, mediante salário. Para que o cuidador de idoso se enquadre na classificação supracitada, será necessário que tenha sido contratado e seja remunerado pela própria pessoa ou por familiar dela.


Com a chamada PEC das Domésticas , que deu origem à Emenda Constitucional nº 66 de 2013, são direitos dos trabalhadores domésticos: carteira de trabalho assinada, licença-maternidade (120 dias), licença paternidade, aviso-prévio, repouso semanal remunerado, salário não inferior ao mínimo, férias anuais com remuneração acrescida de um terço (atualmente as férias são de trinta dias), décimo-terceiro salário, irredutibilidade de salário, inscrição na previdência social, vale-transporte, descanso remunerado em feriados e estabilidade à gestante (desde a confirmação da gravidez até 05 meses após o parto).



SÃO DIREITOS DOS EMPREGADOS DOMÉSTICOS:


• Carteira de Trabalho e Previdência Social devidamente anotada

• Salário-mínimo fixado em lei

• Feriados civis e religiosos

• 13º salário

• Repouso semanal remunerado, preferencialmente aos domingos.

• Férias de 30 dias

• Férias proporcionais, no término do contrato de trabalho

• Estabilidade no emprego em razão da gravidez

• Licença à gestante, licença materinadade e auxílio-doença pago pelo INSS

• Aviso-prévio de, no mínimo, 30 dias

• Integração à Previdência Social

• Vale-Transporte

• Seguro-Desemprego



O QUE O PATRÃO PODERÁ DESCONTAR DO CUIDADOR, NA FOLHA DE PAGAMENTO, MENSALMENTE:


• Vale-Transporte, até 6% (seis por cento) do salário-base.

• Atrasos e faltas ao serviço não justificadas e, o domingo de descanso da semana quando existir faltas não abonadas na semana;

• Contribuição Previdenciária, de acordo com a tabela do INSS vigente no período do desconto, que varia de 8% a 11% de acordo com o salário (remuneração) recebida no mês;

• Faltas e atrasos;

• Pensão Alimentícia, é o caso do empregado separado, que tem uma sentença que determina o pagamento da pensão;

• Telefonemas interurbanos não autorizados e gastos extras provocados pelo cuidador, sem prévia autorização do patrão, por exemplo.

Atenção: É proibido desde o mês de Julho de 2006, o desconto de Moradia, Alimentação, Vestuário e Material de Higiene, em função da Lei 11.324/2006.

Ficou com alguma dúvida sobre este assunto? Entre em contato conosco. Será um prazer ajudá-lo!

FAÇA O DOWNLOAD DE NOSSO E-BOOK GRATUITO

É com muito prazer que anunciamos o lançamento do

e-book gratuito - reforma da previdência: um guia prático das principais mudanças.

Um material idealizado para explicar de forma rápida e intuitiva todas as alterações e novas regras previdenciárias.

MANTENHA-SE ATUALIZADO

Cadastre o seu e-mail abaixo e receba um aviso sempre que postarmos algo novo.

(21) 98893-3222

Rua Lopes Trovão, nº 448, sala 903

contato@dpmoura.com.br

Desenvolvido por Vivian Oliveira Design Studio - 2020 © Todos os direitos reservados.